Mairiporã e região avançam uma fase no Plano São Paulo

Após determinação do Governo do Estado, Mairiporã e a região avançaram uma fase no Plano São Paulo. A partir da próxima segunda-feira, dia 15, a cidade entra na fase dois, de cor laranja, do plano.

Com isso, as seguintes atividades econômicas terão autorização para reabrir, mas com restrições:

  • Atividades imobiliárias
  • Concessionárias
  • Escritórios
  • Comércio
  • Galerias

A reabertura deverá acontecer com limitação de horário de atendimento (4 horas totais ao longo do dia), quantidade de pessoas no estabelecimento (20% da capacidade) e com as devidas medidas de higiene e distanciamento.

Outros setores que já estavam com funcionamento permitido desde a fase anterior, são:

– saúde: hospitais, clínicas, farmácias, clínicas odontológicas, e estabelecimentos de saúde animal;

– alimentação: supermercados, hipermercados, açougues e padarias, lojas de suplemento, feiras livres. É vedado o consumo no local;

– bares, lanchonetes e restaurantes: permitido serviços de entrega (delivery) e que permitem a compra sem sair do carro (drive thru). Válido também para estabelecimentos em postos de combustíveis;

– abastecimento: cadeia de abastecimento e logística, produção agropecuária e agroindústria, transportadoras, armazéns, postos de combustíveis e lojas de materiais de construção;

– logística: estabelecimentos e empresas de locação de veículos, oficinas de veículos automotores, transporte público coletivo, táxis, aplicativos de transporte, serviços de entrega e estacionamentos;

– serviços gerais: lavanderias, serviços de limpeza, hotéis, manutenção e zeladoria, serviços bancários (incluindo lotéricas), serviços de call center, assistência técnica de produtos eletroeletrônicos e bancas de jornais;

– segurança: serviços de segurança pública e privada;

– comunicação social: meios de comunicação social, inclusive eletrônica, executada por empresas jornalísticas e de radiodifusão sonora e de sons e imagens;

– construção civil, agronegócios e indústria.

Permanecem proibidas as atividades:

– salões de beleza e barbearias;

– academias e centros de esporte de todas as modalidades;

– outras atividades que geram aglomerações.

Vale lembrar o Plano São Paulo prevê uma flexibilização heterogênea e por fases levando em consideração a quantidade de pessoas infectadas pela COVID-19 e o número de leitos de cada região do estado.

Acesso Rápido